história

À medida que a crise económica segue o seu caminho aliada à política de austeridade, um número cada vez maior de pessoas, que durante a última década construiu expectativas de vida proporcionadas por um ambiente desafogado, ruma hoje pelo dia-a-dia com apreensão crescente. A aparente apatia perante esta guerra contra a sociedade levada a cabo pelas forças dominantes faz desconfiar que milhares de lares portugueses vivem hoje uma paz instável, cheia de angústias e incertezas.

A escravidão da dívida – Porque ela destruiu Roma e porque nos destruirá se não for travada

por Michael Hudson