Skip to content
Aviso: por motivos técnicos e de segurança, este site teve de ser reconstruído de raiz. Algumas das suas funcionalidades e páginas anteriores perderam-se e é possível que algumas ligações tenham sido quebradas.

Actos de censura

07/05/2012

Abril 2012 – Autoridade Regional de Saúde de Lisboa silencia trabalhadores da Maternidade Alfredo da Costa

A Autoridade Regional de Saúde de Lisboa emitiu uma ordem escrita de proibição que impede os funcionários da Maternidade Alfredo da Costa de prestarem declarações públicas.

Esta ordem ocorre num momento de contestação ao encerramento da maternidade, com manifestação da população lisboeta às portas da instituição, e depois de alguns funcionários terem prestado declarações aos órgãos de comunicação contrariando os argumentos oficiais que pretendiam justificar o encerramento da unidade.

Ver referências no artigo publicado neste site: «Foi Precisamente Por Isto Que Se Fez Uma Revolução».

Maio 2012 – Censura na RTP

Na Grécia e na imprensa internacional, o sexto partido mais votado, neo-nazi, tem mais tempo de antena do que “o partido da esquerda radical”, que ficou em segundo, a 3% da vitória.

A título de exemplo, na RTP, o candidato do sexto partido mais votado, com menos de 7% dos votos, teve direito à palavra. O candidato do segundo partido mais votado, com 16,52%, não se lhe viu sequer a silhueta. [Renato Teixeira, «Jornalismo de Sarjeta», in www.5dias.net, 7-05-2012] 

 
visitas (todas as línguas): 1.582
 

Este sítio usa cookies para funcionar melhor