O alívio é geral entre os de cima que nos governam e nos fazem passar fome. O euro safa-se, os mercados respiram, a senhora Merkel exulta e a Internacional dita “Socialista” dos Papandreou e Hollande felicita-se com a “derrota” destes empecilhos chamados Tsipras & Co. E então, acabou-se o pesadelo de ver as cobaias gregas revoltar-se e ocupar o “laboratório Grécia”? A resposta é um Não categórico. O pesadelo promete continuar e tudo indica que o novo governo grego será frágil e fraco, minado por contradições internas, pela crise que não controla e, sobretudo, pela resistência crescente do povo grego...

autores: Yorgos Mitralias ; 20/06/2012 ; secção: Opinião

O povo grego volta às urnas para escolher os deputados o novo governo. Uma grande parte dos votantes já demonstrou que pretende um corte radical com as políticas praticadas até agora. As últimas sondagens apontam no sentido de esta tendência estar a ganhar a maioria.

No dia 17 de Junho estaremos no Rossio de Lisboa para saudar a luta corajosa do povo grego e também para manifestar a nossa convicção de que o problema das dívidas soberanas tem uma raiz comum a todos os povos actualmente afectados pelas medidas de austeridade.

O mesmo grupo que organizou o périplo de Yorgos Mitralias, dirigente do Syriza e membro fundador do CADTM-Grécia, manifesta, em texto aqui reproduzido, a sua intenção de dia 17 fazer parte da acção de solidariedade com o povo grego.

11/06/2012 ; secção: Artigos

Muitos comentadores políticos e económicos especulam sobre a saída da Grécia do Euro, ou até sobre a eventual dissolução da Zona Euro. Porém, o discurso dos líderes dos países mais poderosos, assim como das figuras mais influentes da União Europeia e do Banco Central Europeu, revelam a sua proposta: «resolver» a crise da dívida soberana com uma maior centralização de poder na Europa; ou seja, maior integração financeira e económica, abdicação parcial da soberania e, por fim, federalização da Europa.

autores: João Silva Jordão ; 06/06/2012 ; secção: Opinião

Mais um artigo da série «Sair do euro ou não?», este de Michel Husson, que nos coloca a saída do euro como uma questão secundária ou de recurso – mero instrumento de pressão num possível cenário de negociação e refundação duma Europa anticapitalista onde seja dada prioridade às questões sociais e à cooperação entre os povos europeus.

autores: Michel Husson ; 02/06/2012 ; secção: Opinião

O CADTM lança um apelo à solidariedade com o povo grego, ao combate à campanha de desinformação, logro e chantagem montada pelos poderes públicos europeus, e à união solidária e coordenada de todos os povos europeus pela construção de uma Europa fundada em processos democráticos e no interesse das populações.

autores: CADTM ; 30/05/2012 ; secção: Artigos
Data do evento:
30/06/2012

Manifestação pelo direito ao trabalho, convocada pelo MSE – Movimento Sem Emprego

 

  • Data: Sábado, 30 de Junho de 2012 - 15:00
  • Lisboa: Largo do Camões » São Bento
    Porto: Praça da Batalha » Praça D. João I
  • Pelo direito ao trabalho e por políticas de pleno emprego!
  • Evento no Facebook: http://www.facebook.com/events/278059855623119/

 

30/05/2012 ; secção: Eventos
Data do evento:
07/06/2012

Reunião aberta do CADPP, para falarmos da dívida pública e suas consequências na contracção de emprego.

30/05/2012 ; secção: Eventos

Fujam, que vem aí a simpatia da sra. Christine Lagarde, directora do FMI.

A Grécia passa bem sem a «simpatia» demonstrada pelo FMI ao Níger, onde o custo dos seus empréstimos irresponsáveis é pago pelos cidadãos em dólares, miséria e sucessivas vagas de fome.

Um texto de Nick Dearden.

autores: Nick Dearden ; 29/05/2012 ; secção: Artigos

Os eleitores irlandeses vão a votos, dia 31-05-2012, para decidirem se aceitam ou não o novo tratado de austeridade.

autores: Rui Viana Pereira ; 26/05/2012 ; secção: Opinião

As campanhas de auditoria representam hoje uma grande esperança e abrem caminho a um movimento europeu unitário de massas que pode dar aos trabalhadores e povos da Europa a capacidade de enfrentar e vencer a coligação dos seus adversários de classe...

Intervenção de Sonia Mitralias no seminário sobre a auditoria à dívida que se realizou em Frankfurt a 18-05-2012.

 

autores: Sonia Mitralia ; 26/05/2012 ; secção: Artigos

A nightmare for "those on top," a hope for "those on the bottom," SYRIZA made a sensational debut on the political landscape of Europe in deep crisis.

autores: Yorgos Mitralias ; 25/05/2012 ; secção: Opinião

Espantapájaros para los de arriba, la esperanza para los de abajo, SYRIZA ha hecho una entrada estrepitosa en el panorama político de esta Europa en crisis profunda.

autores: Yorgos Mitralias ; 25/05/2012 ; secção: Opinião

O SYRIZA teve uma entrada fulgurante na cena política europeia. O seu sucesso deve-se ao facto de encarnar o processo de unidade da extrema esquerda grega. Yorgos Mitralias descreve-nos neste artigo o caminho percorrido para chegar até aqui.

autores: Yorgos Mitralias ; 25/05/2012 ; secção: Opinião

Mais um artigo da série «Sair do euro ou não?».

Costas Lapavitsas é um dos economistas que defende a saída da Grécia da união monetária europeia. Aqui deixamos um dos seus artigos em defesa dessa tese.

autores: Costas Lapavitsas ; 24/05/2012 ; secção: Opinião

It is in Greece’s interest to leave the euro

Greek politics is splitting into two camps to contest the coming election, one led by the rightwing New Democracy, the other by the leftwing Syriza. Both insist Greece must stay in the eurozone, even though New Democracy accepts the bailout programme, while Syriza rejects it. Yet harsh reality is now imposing itself. If Greece stays in the eurozone, it will die a slow death. If it leaves, it will go through a crisis, but will also have the opportunity to recover and reshape its society.

autores: Costas Lapavitsas ; 24/05/2012 ; secção: Opinião

Pages