UE

TECG + MEE – novo tratado para a governação europeia

Encontramo-nos perante um novo truque de prestidigitação: para criarem um órgão que subtrai a soberania de cada Estado-membro, os poderes da UE produziram um emaranhado de tratados que vêm sobrepor-se aos anteriores. Estes tratados falam de cimeiras do euro, de cimeiras de ministros das finanças, de mecanismos de ajuda e estabilização financeira, etc., mas é difícil entender como tudo isso se articula para governar os cidadãos europeus.

MEE - Mecanismo Europeu de Estabilidade

A teia institucional da UE é constituída por um conjunto incompreensível (os olhos do vulgar cidadão) de tratados, órgãos legislativos e executivos, diplomas legais, centenas de departamentos, etc. O resultado deste emaranhado kafkiano é simples: o cidadão europeu vê-se afastado da intervenção cívica e dos centros de poder. Os sucessivos tratados podem parecer vagos em muitos casos, mas depois de conjugados com a restante panóplia da UE produzem resultados concretos para as populações.

Pages