CADTM

Communiqué du CADTM international

 « Le ventre est encore fécond d’où a surgi la bête immonde »

25 février par CADTM international

Face aux menaces racistes directes du parti nazi Aube Dorée envers un des membres fondateurs du CADTM Grèce, Moisis Litsis*, le réseau international du CADTM tient à rappeler la gravité de la montée du fascisme, conséquence directe des dégradations sociales imposées par les créanciers au nom de la priorité affirmée au remboursement de la dette sur les droits humains fondamentaux.

Ataques neonazis na Grécia - Comunicado do CADTM internacional

«Ainda é fecundo o ventre que pariu o monstro imundo!»

Face às ameaças racistas directas do partido nazi Aurora Dourada, feitas a um dos membros fundadores do CADTM Grécia, Moisis Litsis*, a rede internacional do CADTM lembra a gravidade que representa o aumento do fascismo, consequência directa da degradação social imposta pelos credores em nome da alegada prioridade em torno do pagamento da dívida e em detrimento do respeito pelo direitos humanos fundamentais.

Os Números da Dívida 2012

Via Internet, o CADTM pôs à disposição do público a sua publicação Os Números da Dívida 2012, actualizada e acrescentada pelos autores – Damien Millet, Eric Toussaint e Daniel Munevar. Esta obra, actualizada todos os anos, fornece-nos dados numéricos preciosos sobre a crise mundial da dívida. Pode ser livremente descarregada para uso pessoal. Pode ser colocada noutros sites, na condição de ser enviada nota aos autores e fornecida uma ligação para o sítio www.cadtm.org. Pode ser reproduzida e impressa com fins estritamente não comerciais.

Para descarregar o livro ou lê-lo online, visite: http://cadtm.org/Os-numeros-da-divida-2012

Publicação de "A Dívida ou a Vida" em português

Subscrição pública - edição cooperativa

Nota (Novembro-2013): esta iniciativa teve de ser suspensa, devido a dificuldades inultrapassáveis. As subscrições foram devolvidas aos doadores. Em caso de erro ou falha na devolução, contactar o CADPP.

Edição e Financiamento

Uma equipa de 6 tradutores, coordenada por Rui Viana Pereira, está já a trabalhar graciosamente.

Para pagar os custos de paginação e impressão (2600 €) decidimos avançar com uma subscrição colectiva em modo cooperativo.