Artigos

Concentração de solidariedade com o povo grego - 17 de Junho, no Rossio de Lisboa

O povo grego volta às urnas para escolher os deputados o novo governo. Uma grande parte dos votantes já demonstrou que pretende um corte radical com as políticas praticadas até agora. As últimas sondagens apontam no sentido de esta tendência estar a ganhar a maioria.

No dia 17 de Junho estaremos no Rossio de Lisboa para saudar a luta corajosa do povo grego e também para manifestar a nossa convicção de que o problema das dívidas soberanas tem uma raiz comum a todos os povos actualmente afectados pelas medidas de austeridade.

O mesmo grupo que organizou o périplo de Yorgos Mitralias, dirigente do Syriza e membro fundador do CADTM-Grécia, manifesta, em texto aqui reproduzido, a sua intenção de dia 17 fazer parte da acção de solidariedade com o povo grego.

A auditoria cidadã à dívida no centro da luta de classes grega e internacional

As campanhas de auditoria representam hoje uma grande esperança e abrem caminho a um movimento europeu unitário de massas que pode dar aos trabalhadores e povos da Europa a capacidade de enfrentar e vencer a coligação dos seus adversários de classe...

Intervenção de Sonia Mitralias no seminário sobre a auditoria à dívida que se realizou em Frankfurt a 18-05-2012.

 

Balanço das eleições gregas

O resultado das eleições para o Parlamento grego é uma reviravolta histórica na política do país – os partidos que sempre têm governado a Grécia desde a queda do regime militar, em 1974, e que assinaram os acordos com a Troika sofreram uma derrota clara. Esta perda de votos reverte em favor de quase todas as tendências da esquerda, incluindo as que propõem a suspensão da dívida e dos acordos de austeridade. Entretanto o crescimento das organizações neonazis não pode ser menosprezado.

A jogada Pingo Doce

O Pingo Doce fez uma jogada em que deve ter arrecadado um montante líquido de cerca de 90 milhões de euros. Se tivesse pedido este capital à banca teria pago os olhos da cara em juros. Assim os consumidores passaram-lho para as mãos em poucas horas. Supõe-se que estes cerca de 90 milhões de euros terão viajado instantaneamente para a Holanda, onde o grupo Jerónimo Martins, detentor da cadeia de supermercados, coloca o seu dinheiro para fugir aos impostos em Portugal – nada de juros, nada de impostos.

Primeira reunião euro-mediterrânica da rede de auditorias cidadãs

A rede internacional pela auditoria cidadã (International Citizen Debt Audit Network), ICAN, nasceu da palavra de ordem «Não devemos nada, não pagamos nada». Pretende agrupar os movimentos e redes de diferentes países europeus e do Norte de África que lutam contra a imposição de medidas de austeridade, por meio de uma coordenação das auditorias cidadãs.

Pages