Notícias

Portugal vai pagar 34.400 milhões de juros à troika

Portugal vai pagar à Troika, composta pela Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional, um montante em juros que equivale a quase metade do dinheiro que o país pode receber ao abrigo dos empréstimos do programa de assistência financeira.

autores: Leonor ; em 25-11-2011 ; visitas: 2.065
 

Os subscritores de uma "iniciativa de auditoria cidadã" à dívida pública portuguesa apelaram hoje à participação popular no sentido de ajudar a identificar "dívidas ilegítimas ou ilegais", que devam ser "repudiadas".

autores: Leonor ; em 15-11-2011 ; visitas: 2.429
 

A Associação Sindical dos Juízes Portugueses (ASJP) considera «ilegais e inconstitucionais» a redução de remunerações e a suspensão do pagamento dos subsídios de férias e de Natal previstas na proposta na Lei do Orçamento do Estado (OE) para 2012.

autores: Leonor ; em 14-11-2011 ; visitas: 1.909
 
Um grupo de cidadãos de diversos sectores anuncia, terça-feira, a realização de uma Convenção de Lisboa, onde será apresentada a comissão que fará uma auditoria cidadã à dívida pública, sendo esta a primeira iniciativa do género em Portugal.

autores: Rui Viana Pereira ; em 13-11-2011 ; visitas: 2.311
 
As taxas de juro implícitas da dívida pública italiana, portuguesa e grega estão a subir para novos máximos históricos. Em causa está a crise que se vive na Grécia e os receios de contágio a Itália.

em 07-11-2011 ; visitas: 1.981
 

O Estado português leiloou esta quarta-feira um montante de 1 244 milhões de euros da sua dívida pública, com maturidade a 17 de Fevereiro de 2012, noticia o Diário Económico.

Aos 1,2 mil milhões de euros da dívida pública portuguesa leiloada esta quarta-feira foi aplicada uma taxa de juros de 4,997 por cento, superior à verificada no leilão anterior. A procura foi duas vezes superior à oferta.

em 02-11-2011 ; visitas: 1.916
 

‘Haircut’ da dívida grega e novas exigências de solvabilidade poderão gerar ‘tempestade’ europeia com impacto nos rácios dos bancos portugueses.

O perdão parcial da dívida da Grécia, que pode atingir os 50%, é um cenário capaz de gerar uma ‘tempestade' no sector bancário europeu, levando ao ‘haircut' das dívidas de outros países europeus, incluindo Portugal. A concretizar-se, este cenário deverá tornar mais provável o recurso dos bancos nacionais à linha de capitalização de 12 mil milhões prevista no acordo da ‘troika'.

em 19-10-2011 ; visitas: 2.125
 

Marques Mendes considerou esta quinta-feira à noite “uma provocação a quem tem de pagar mais impostos” e um “escândalo” a criação de uma nova empresa pública (EP) para gerir as Parcerias Público-Privadas (PPP) anunciada esta semana pelo Governo.

autores: Rui Viana Pereira ; em 02-12-2010 ; visitas: 2.114
 

Páginas