04/10/2012

A dívida para totós...

autores: 

A primeira parte deste texto apresenta alguns conceitos básicos como a distinção entre o défice e a dívida, para quem não está familiarizado com eles, e uma ideia pessoal de algumas razões que nos conduziram à situação actual.

A segunda parte possui uma demonstração, baseada num modelo matemático simples apresentado em anexo, de como as soluções propostas pelos governantes nunca poderão resolver o problema da dívida durante o nosso tempo de vida.

Defendo, portanto, que é uma evidência matemática que a austeridade, o crescimento e o bom comportamento perante «os mercados» não resultam como resolução do problema da dívida, antes agravam ainda mais o problema.

 

Texto em PDF.

Folha de cálculo do modelo matemático.

Secção: 
Editores: 
Subscribe to Syndicate