CADTM - pt

Subscribe to CADTM - pt feed CADTM - pt
CADTM, Comité pour l'abolition des dettes illégitimes
Updated: 2 hours 8 min ago

ELEVADA DÍVIDA INTERNA FEDERAL TEM SERVIDO DE JUSTIFICATIVA PARA AS CONTRARREFORMAS, APESAR DE SUAS ILEGALIDADES FLAGRANTES

Mon, 10/07/2017 - 17:27
O elevado custo da Dívida Interna Federal tem sido o principal responsável pelo desequilíbrio das contas públicas e pela atual crise que assola a economia brasileira. Em 2015, o estoque de títulos da dívida interna federal cresceu R$ 732 bilhões. Em 2016 aumentou R$ 636 bilhões , alcançando R$ 4,509 trilhões em dezembro de 2016. Em 2017 está crescendo cerca de R$ 100 bilhões ao mês, tendo atingido R$ 4,727 trilhões em março. Esse crescimento brutal da dívida interna nos últimos anos não foi (...) - Português / , ,
Categories: CADTM

Acabemos com as dívidas ilegítimas privadas e públicas

Thu, 06/07/2017 - 08:23
Intervenção apresentada na 5ª Universidade de Verão do CADTM Europe, no plenário de abertura, a 30-06-2017, em Wépion (Namur, Bélgica). Trata-se de combater um sistema capitalista predador da Natureza. É preciso combater o sistema capitalista que, dois séculos após a chamada revolução industrial, gerou uma acumulação na atmosfera que provoca o aquecimento climático. É um sistema que apenas vê na Natureza uma matéria a explorar e a mercantilizar, para extrair o máximo de lucro. Um sistema capitalista que (...) - Português / , , ,
Categories: CADTM

Rússia: O repúdio das dívidas no cerne das revoluções de 1905 e 1917

Tue, 27/06/2017 - 09:00
Em Fevereiro de 1918 o repúdio das dívidas pelo governo soviético abalou a finança internacional e suscitou a condenação unânime por parte dos governos das grandes potências. Essa decisão de repúdio inscrevia-se na continuidade do primeiro grande movimento de emancipação social que abalou o império russo em 1905. Este vasto levantamento revolucionário foi provocado pela conjugação de diversos factores: o desastre russo na guerra contra o Japão, a cólera dos camponeses que exigiam terras, a rejeição da (...) - Português / , ,
Categories: CADTM

François Houtart, militante internacionalista e amigo

Sun, 11/06/2017 - 10:56
François Houtart faleceu aos 92 anos de idade no seu leito, a 6 de Junho de 2017, no quarto que ocupou na fundação dos povos indígenas de Quito nos últimos 8 anos. François era conhecido de movimentos sociais, partidos e organizações revolucionárias nos quatro cantos do mundo. Em toda a América Latina, na Índia, no Vietname, em vários países de África e na Europa, encontramos militantes que conheceram e estimaram François Houtart. Conheci-o nos anos 1980 em Manágua, na Nicarágua. François tinha decidido (...) - Português /
Categories: CADTM

Venezuela: Resolução da Assembleia continental do CADTM AYNA (América Latina e Caribe)

Tue, 23/05/2017 - 12:31
Resolução da Assembleia continental do Comité para a Anulação das Dívidas Ilegítimas – Abya Yala Nuestra América (CADTM AYNA / América Latina e Caribe) sobre a situação na Venezuela O Comitê para a Anulação das Dívidas Ilegítimas, na sua expressão sul-americana, latino-americana e caribenha (CADTM / AYNA), no marco da sua Assembleia Continental de 2017, realizada em Bogotá, na Colômbia, de 24 a 27 de Abril, discutiu a situação na Venezuela, no contexto da situação latino-americana-caribenha e mundial, com (...) - Português / , , ,
Categories: CADTM

Romper o círculo vicioso das dívidas privadas ilegítimas no Sul do planeta

Tue, 09/05/2017 - 09:58
Na Ásia, em África e na América do Sul e Caraíbas, o «sistema da dívida» tem endurecido, tal como nos países mais industrializados. Várias mudanças fundamentais ocorreram ao longo das últimas quatro décadas, principalmente depois do surto da crise da dívida no Terceiro Mundo no início da década de 1980. As políticas austeritárias de ajustamento estrutural favorecem o recurso ao endividamento privado As políticas de ajustamento estrutural generalizaram-se com o pretexto da crise da dívida pública. Esta (...) - Português / , , , , ,
Categories: CADTM

Romper o círculo vicioso das dívidas privadas ilegítimas

Thu, 04/05/2017 - 22:57
Leia a primeira parte deste artigo aqui Uma versão curta deste artigo será publicada no próximo número da revista do CADTM Les autres voix de la planète, consagrado às dívidas privadas ilegítimas. Para receber a revista por correio, faça a sua assinatura em http://cadtm.org/Revue-Les-autres-v... A dívida privada na era capitalista Na Europa, do século XVI ao século XVIII, o endividamento privado das classes populares e a repressão do não pagamento das dívidas contribuiu para constituir uma massa de (...) - Português / ,
Categories: CADTM

Moçambique no menu dos fundos abutre ?

Wed, 03/05/2017 - 14:17
Cerca de trinta organizações pedem a anulação das dívidas ilegais. Mas os países em causa, entre os quais Moçambique, devem também adoptar leis para combater os efeitos nefastos destes fundos litigiosos. No final da semana passada tiveram lugar em Washington as reuniões anuais de Primavera realizadas conjuntamente com o FMI e o Banco Mundial. A nova crise da dívida que está iminente nos países do Sul, sendo Moçambique o primeiro da lista, foi um dos principais pontos discutidos. De facto, em 2013, (...) - Português / , , ,
Categories: CADTM

FMI exige mais austeridade à Grécia, novamente

Wed, 26/04/2017 - 09:49
Com as declarações de Poul Thomsen, o FMI assume as exigências de Schäuble relativamente à Grécia e abre a porta à participação do Fundo num terceiro empréstimo até julho. Em fevereiro, o Fundo Monetário Internacional publicou um relatório onde declarava publicamente que a dívida grega era «insustentável» e «explosiva», declarando impossível que a Grécia cumprisse o excedente primário de 3,5% em 2018, uma exigência da Zona Euro com Schauble à cabeça. E alertavam que, se a Alemanha não abrisse a porta à (...) - Português / , ,
Categories: CADTM

Alemanha poupou mais de 145 mil milhões com juros baixos através da crise

Wed, 26/04/2017 - 09:46
Em 2012, Eric Toussaint calculava que a crise tinha permitido à Alemanha poupar 63 mil milhões de euros em juros da dívida, um número conservador face aos cálculos do próprio Ministério das Finanças alemão. O Governo alemão estima que entre 2008, quando começou a crise financeira, e 2016 poupou 145.700 milhões de euros em serviços da dívida em relação às suas previsões orçamentais. A revelação vem do próprio Ministério das Finanças alemão, numa resposta a uma interpelação parlamentar do grupo os Verdes no (...) - Português / , ,
Categories: CADTM

Dívida Pública Alagoana: dominação financeira, crise fiscal e a superexploração da força de trabalho

Tue, 18/04/2017 - 19:26
Neste artigo pretendemos mostrar que as atuais iniciativas dos governos estaduais: renegociar a dívida pública junto a União, como determina o Projeto de Lei Complementar - PLP 257, que prevê um regime de recuperação fiscal dos estados, a criação de leis estaduais que estabelecem um teto de gastos sociais, de acordo com os princípios da Lei 55, visam acelerar o processo de privatização das estatais estaduais e a introdução de Organizações Sociais (OS) na prestação de serviços públicos. Tudo isso faz (...) - Português / , ,
Categories: CADTM

França, eleições presidenciais: Os desafios da esquerda na zona euro

Tue, 18/04/2017 - 14:39
A campanha eleitoral em França mostra mais uma vez que uma parte considerável da população quer soluções radicais e de esquerda para sair da crise. Disso faz prova o número massivo de participantes nos comícios de Jean Luc Mélenchon e da France Insoumise (França Insubmissa), assim como os resultados das sondagens sobre as intenções de voto. É animador. Esta maré favorável às ideias radicais de esquerda e à desobediência face aos tratados europeus é bom sinal. As candidaturas de Philippe Poutou e de Nathalie (...) - Português / , ,
Categories: CADTM

Romper o círculo vicioso das dívidas privadas ilegítimas

Tue, 18/04/2017 - 12:47
A dívida privada tem servido desde o início da história, há 5 000 anos, para escravizar, espoliar, dominar, desapossar as classes populares (sendo as mulheres as principais vítimas) e as classes trabalhadoras: pequenos agricultores, artesãos, pescadores, os atuais assalariados e os membros das suas famílias (estudantes que se endividam para prosseguirem os estudos). O processo é simples: o credor exige daquele ou daquela que contrai o empréstimo, que coloque sob penhora o que possui. Trata-se, por (...) - Português / ,
Categories: CADTM